Veja também:

  Assentamento

Processo ritualístico pelo qual se liga o Axé, a força mística de energia astral emanada dos Orixás a um corpo material.

O “fetiche” - corpo material que recebe o Axé - mais usualmente empregado para esse efeito é o “otá”, uma pequena pedra que é colocada no “peji” ( altar) do terreiro, guardada numa vasilha tampada e mergulhada em substâncias sólidas ou líquidos, dependendo do Orixá a que se refere.

A cada Orixá corresponde um “otá”.

 

Os líquidos mais comuns que envolvem o “otá” são o mel, o azeite-de-dendê, ou a água misturada com ervas maceradas.

Por extensão, o termo “otá” também é utilizado para designar o objeto - pedra, árvore, símbolo - que representa um Orixá, depois que um ritual faça com que as forças místicas nesse objeto se concentrem.

É usado, ainda, no processo de iniciação de um filho-de-santo no Candomblé, usando-se a expressão “assentamento de santo” para designar o momento em que a força mística do Orixá é fixada em sua cabeça.

©2020 by Sylvio Pires Gachido. Todos os diretos reservados. WebDesigner Adriana Cruz