Veja também:

  Despachos

Despachar significa, num sentido genérico, mandar embora, libertar, afastar.

Num sentido mais místico, pode significar matar ou apressar a morte que poderia acontecer naturalmente.

Refere-se, ainda, ao ato de encaminhar um espírito para o astral, para fora do mundo dos vivos.

E, finalmente, significa o ato de livrar-se dos restos de qualquer trabalho, sacrifício, oferenda ou comida e bebida de santo, objetos que recebem e retém vibrações energéticas consideradas nocivas, embora não necessariamente maléficas.

 

Cada despacho deve ser feito de forma específica e em local pré- estabelecido, conforme sua origem e finalidade.

 

Há, contudo, um tipo específico de despacho que é conhecido como “Despacho a Exú”, que se constitue em ritual diverso, mas cuja similaridade de termos costuma gerar confusões.

O “Despacho a Exú”, também conhecido como “Padê a Exú”, diferentemente dos demais, visa homenagear e atrair a proteção e os préstimos dessa entidade.

Por uma deturpação cultural, grande número de pessoas que participa dos terreiros, entendendo, erroneamente, que os Exús são entidades que apenas se ocupam de trabalhos maléficos, confunde esse “Padê a Exú” com um trabalho negativo, desconhecendo que os Exús, entidades desprovidas de uma maior evolução espiritual, tanto podem trabalhar para o bem como para o mal, dependendo daqueles que os acessem.

©2020 by Sylvio Pires Gachido. Todos os diretos reservados. WebDesigner Adriana Cruz